Sonora Coletiva

O projeto Sonora Coletiva teve início em 2019 como um canal experimental em áudio para a Revista Coletiva, publicação eletrônica de divulgação científica da Fundação Joaquim Nabuco. Aborda temas variados referentes a atividades científicas e culturais e a produção de conhecimentos em Humanidades. 

Suas primeiras produções incluíram três podcasts com a participação dos pesquisadores Fundaj Túlio Velho Barreto, Allan Monteiro e Cristiano Borba. As gravações estão disponíveis em www.coletiva.org . A equipe multiHlab foi responsável pelo apoio técnico, incluindo a produção sonora dos episódios. 

Em 2020 o projeto teve continuidade com a realização de Lives pelo Canal multiHlab no YouTube. Interessados em manter um diálogo entre produções artísticas e produção de conhecimentos sociais, os episódios têm registrado conversas com músicos, literatos, pesquisadores, jornalistas, produtores culturais, realizando ao mesmo tempo registro histórico e divulgação científica. 

Caravana da Sociologia

A Caravana da Sociologia iniciou a parceria entre o multiHlab e o Programa de Iniciação Científica para o Ensino Médio Fundaj/CNPq. Em sua edição 2017-2018 contou com a participação de dez bolsistas e seis orientadores integrantes do quadro da Fundaj. 

A equipe do multiHlab participou da etapa final do programa para construir com os alunos e orientadores materiais multimodais de divulgação científica. Nosso trabalho envolveu a produção de vídeos com os bolsistas tendo como tema a pesquisa realizada sobre Desigualdade Social.  Nossa metodologia incluiu:

  • Oficinas de linguagem audiovisual com atividades que incentivam os alunos a contarem histórias e a abordarem temas através de imagens. A ideia foi construir, junto com eles, maneiras dinâmicas e atrativas de ilustrar e debater sobre dados de pesquisa.
  • Produção de materiais audiovisuais para apresentação dos resultados da pesquisa em canais virtuais, eventos científicos e circulação nas escolas da Rede Estadual de Educação Básica de Pernambuco.
  • Alimentação coletiva do blog do projeto.
O projeto teve início em março de 2017 e finalizou em julho de 2018. Para conhecer, veja www.caravanadasociologiafundaj.wordpress.com

Confere os vídeos e os depoimentos dos participantes do projeto no Canal multiHlab no Youtube.

Sociolab Fundaj

O SocioLab Fundaj é um laboratório de pesquisa e extensão do Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional (ProfSocio) na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Seu objetivo é realizar projetos e ações voltados para alunos do ensino médio público. Somos parceiros do Sociolab Fundaj desde seu nascimento, sendo responsável pela criação de sua identidade visual. 

O objetivo da parceria é levar para alunos e professores do ensino médio público de Pernambuco atividades de formação e divulgação científica relacionadas ao uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação no ensino de Humanidades.

O Sociolab Fundaj e o multiHlab mantêm parceria com o Programa de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (CNPq/Fundaj/PIBIC-EM), realizado desde 2018 em conjunto com a Escola de Referência em Ensino Médio Prof. Cândido Duarte (Recife). Como fruto deste trabalho, já foram realizadas oficinas de produção em hipermídia, redação jornalística, divulgação de dados científicos. Também, em trabalho coletivo com os orientadores e bolsistas, foram produzidos vídeos, áudios, blogs, formulários eletrônicos de pesquisa, apresentações digitais. 

A equipe do multiHlab divulga e registra todas as atividades no site www.sociolabfundaj.wixsite.com/meusite

Teatro como Método

Em ação conjunta entre a Fundação Joaquim Nabuco/multiHlab (Recife), University of Leeds (Inglaterra) e Projeto Quixote (São Paulo), com financiamento do Arts & Humanities Research Council, aconteceu entre junho.2019 e fevereiro.2020 a pesquisa Teatro como Método. O objetivo foi trazer inovação metodológica baseada no uso do teatro como ferramenta de pesquisa, testando e avaliando um modelo baseado no Teatro Social dos Afetos para investigar a violência cotidiana e seu impacto no engajamento de professores e jovens na trajetória escolar. 

A pesquisa foi aplicada na Escola de Referência em Ensino Médio Dom Vital (Recife), contando com oficinas teatrais com alunos e professores. A equipe do multiHlab foi responsável pela criação da identidade visual do projeto, site oficial , registro em vídeo de suas atividades como estratégia de coleta de dados e produção de posts e podcast como ações de divulgação científica. 

Integraram o projeto os bolsistas Karla Delgado e Matheus Mariano (multiHlab), as pesquisadoras Viviane Toraci (Fundaj/multiHlab), Kelly Fernandes (Projeto Quixote), Polly Wilding e Anni Raw (University of Leeds). 

Visite www.teatrocomometodo.wixsite.com/meusite

O multiHlab realizou entre os dias 07 e 20 de novembro duas oficinas de produção audiovisual com alunos da EREM Cândido Duarte. A atividade integrou o III Flicand – Festival de Linguagem da EREM Cândido Duarte, organizado pelas professoras de Língua Portuguesa Aline Malta e Mônia Cavalcanti.

As oficinas tiveram como objetivo apresentar gêneros audiovisuais, com foco em formatos para circulação na Web; abordar as etapas e as ações necessárias para produção de produtos audiovisuais; manusear os equipamento para produção audiovisual disponíveis no laboratório e produzir um filme-carta. Os alunos vivenciaram desde a discussão do tema a ser abordado pelo vídeo, a construção do roteiro, a captação de imagens e sons, a edição e a exibição na escola dos produtos.

O resultado foi a produção de dois vídeos. Como tema, as equipes escolheram falar sobre as atuais políticas educacionais baseadas na competitividade entre escolas, entre turmas e entre alunos. Os vídeos foram intitulados “Escola não é empresa” e “Utopia”. Participaram das oficinas 33 alunos e os filmes foram exibidos para toda a escola no dia 20 de novembro, em duas sessões, quando foram conduzidas pela equipe do multiHlab fóruns de discussão sobre o tema.

Veja os vídeos em Canal multiHlab no Youtube.

Pergunta ao Prof 

Projeto de extensão do ProfSocio/Fundaj, é realizado pelo multiHlab em parceria com Lenpes (Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Sociologia da Universidade Estadual de Londrina – UEL), PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) e Residência Pedagógica do curso de Licenciatura em Ciências Sociais da UEL.

O projeto teve início no multiHlab em janeiro de 2021 com a perspectiva de produzir vídeos para veiculação no Youtube abordando conceitos das Ciências Sociais com foco em alunos do ensino médio. Após a produção de dois episódios, fechamos a parceria com as equipes da Universidade Estadual de Londrina para tornar o Pergunta ao Prof uma pesquisa-ação, com o objetivo de pensar como experiências de produção audiovisual podem se tornar uma estratégia pedagógica para o ensino de Sociologia no ensino médio. 

As equipes mantêm encontros remotos e produção coletiva compartilhada em ambiente online. Convidamos você a acompanhar em nosso blog todas as etapas do projeto.

imageH

Mais novo protótipo do multiHlab iniciado em maio de 2021 , o site imageH procura estabelecer pontes entre os estudos sobre imagens, cultura visual e ensino de Humanidades com ênfase na escola. 

O processo de desenvolvimento e alimentação do site ao mesmo tempo constitui uma pesquisa-ação e uma entrega de conteúdo relevante para professores de Humanidades interessados em documentos visuais, repositórios, acervos, museus e bibliotecas digitais, bem como sobre pesquisas que reflitam sobre as imagens na sociedade e na história e/ou sobre seus usos didáticos.

O protótipo é constituído por um blog, com postagens semanais; exposições digitais, divulgando experiências visuais originais produzidas por artistas, alunos e professores; e o canal de colaboração Espaço Profess@s, onde professores e estudantes de licenciaturas podem colaborar com planos de aulas e materiais pedagógicos. Envolve também o perfil @imageh.multihlab no Instagram, para divulgação das novidades e criação de conteúdo exclusivo para as redes sociais.

A equipe do projeto é formada pelos pesquisadores multiHlab Cibele Barbosa, Cristiano Borba e Viviane Toraci; os bolsistas multiHlab; cursistas ProfSocio/Fundaj e a estudante de licenciatura em Ciências Sociais da UFPE Mariana Gomes. 

O imageH é um espaço de constante aprimoramento, experimentação e colaboração.