Para seguir em frente

Estar inserida no meio acadêmico para mim representa um “retorno” de projetos que foram arquivados por alguns anos devido a vários fatores que me impediam de dar continuidade naquele momento. Esse retorno me faz pensar o quão gratificante é fazer parte de vários processos e projetos educativos nos quais tive e estou tendo oportunidade com o intuito de agregar conhecimentos e experiências.

Uma dessas experiências que tive a oportunidade de participar foi o projeto de Gamificação “O Retorno de Cân”, desenvolvido pelo multiHlab (laboratório no qual faço parte como bolsista FACEPE), em parceria com os professores da EREM Profº Cândido Duarte. Esse projeto foi idealizado a partir das demandas advindas pela escola devido ao momento complexo vivenciado no corrente ano: Isolamento Social devido a pandemia do COVID-19. Isso nos fez planejar e criar estratégias para construir uma “ferramenta”, dentro do contexto do ensino médio e de forma remota, que causasse o engajamento dos alunos que estavam bastante dispersos nesse momento de insegurança.

O Retorno de Cân foi lançado como uma proposta inovadora do multiHlab. Para isso, todo o processo foi relatado pela equipe em formato de Diário, postado no Blog multiHlab (http://multihlab.com.br/blog/ ). O Desafio foi lançado aos estudantes e tivemos um bom retorno no início. A narrativa do jogo foi construída conforme os desafios fossem cumpridos, mas tudo isso dentro dos limites possíveis de cada estudante. Porém, no decorrer do processo, surgiram alguns empecilhos que ocasionaram a diminuição da participação dos alunos. Dentre eles foi relatado o excesso de atividades escolares que desestimularam a continuidade do cumprimento dos prazos dos desafios do jogo. Outro empecilho em destaque foi o estresse causado pelo retorno às aulas presenciais que, por sua vez, trouxe ou aumentou o sentimento de incertezas com relação ao projeto de vida desses alunos e a questão da segurança da saúde de todos os demais da comunidade escolar.

O que fazer nesse momento tão conturbado para que possamos contribuir de forma positiva e estimular tanto a equipe do multiHlab como a comunidade escolar? Pois é, bem complicado de responder. Por isso, decidimos dar uma “pause” no jogo e voltar no momento mais oportuno. Isso me remete há alguns projetos pessoais que engavetei anteriormente e hoje estou retirando-os aos poucos para pôr em prática. Estou ressignificando alguns deles com essas novas experiências vivenciadas nesse projeto. Isso contribuiu e contribui muito para minha formação no Mestrado Profissional em Sociologia (ProfSocio). Toda experiência é válida e amplia a nossa visão de mundo e assim nos sentimos parte desse ciclo de vivências que nunca para, mas se ressignifica para continuar. A lição que tirei disso é que uma pausa pode ser feita, mas o jogo, de forma geral, tem que continuar, e nunca ser “resetado”. Por isso sempre temos que buscar novas estratégias para seguir em frente.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>