Toda boa história tem bons vilões

Durante o processo de desenvolvimento do enredo para a Fase 1 do jogo, percebemos que precisávamos desenvolver mais a personalidade dos nossos três vilões – Morgon, Weaken e Isol – tornando assim nossa narrativa mais complexa de forma a criar uma imersão mais profunda dos participantes da gamificação. 

Após longos brainstorms, criamos um esboço do que viria a ser o sarcástico, ácido, argumentativo e rude Morgon, que tem um “sotaque” sibilante e adora drenar toda energia positiva ao seu redor, convertendo-a em negatividade. Como Morgon é o vilão da Fase 1 do jogo, nesse momento concentramos nossos esforços nele, mas já discutimos algumas características para Weaken e Isol. Para Weaken imaginamos uma criatura que despreza os mais fracos e Isol será um ser extremamente narcisista que tem como objetivo principal dominar tudo que existe por puro capricho, somente para aplicar seu ideal de ordem e beleza. 

Para o aspecto visual, decidimos que cada vilão teria características em comum, mas com detalhes que os diferenciariam de acordo com seus “poderes”. Nossa concepção inicial já havia circulado nos cards para divulgação do lançamento do jogo para os alunos (falamos disso no Post O Retorno de Cân). Em comum, optamos por utilizar capas com capuz como vestimenta, conferindo assim um visual mais dark, e utilizamos códigos binários em suas faces, trazendo o ar de vilões robóticos e crackers.

 

 

O poder de Morgon está em sua boca, de onde saem mensagens de morgação capazes de desestimular os humanos. Suas falas trazem argumentos fortes e sarcásticos. Por isso, demos a Morgon múltiplas línguas. Além disso, sua capa tem a cor verde escura, uma cor triste e sem luz, que combina com os diversos códigos binários que percorrem seu corpo. 

 

 

 

Morgon, o Espectro da Morgação, com seu poder de argumentação. 

 

A Weaken provemos mãos deterioradas, que lembram doenças, que são o momento em que estamos mais fracos. É através das mãos que Weaken utiliza seu poder de enfraquecimento. Sua capa teve uma visível modificação nos ombros para se diferenciar de Morgon. Além disso, foi decidido que seus códigos binários, assim como sua cor característica, serão preto e branco, para passar a mensagem de que ele destrói toda a vida ao seu redor. A personalidade deste vilão será mais detalhada para a Fase 2 do jogo.

 

Weaken, o Espectro da Fraqueza.

 

Finalmente, Isol – Senhor da Solidão. Por se tratar do líder do grupo e ser muito narcisista, é o único chamado de Senhor e apresenta uma face “humana”, apesar de também ter o corpo composto por códigos binários. Diferente dos outros vilões, Isol tem uma conjuntura mais corpórea, se assimilando a um holograma. Seu design e sua personalidade seguem em desenvolvimento.

 

Montagem inicial de Isol, Senhor da Solidão.

 

Nosso vilão da Fase 1 – Morgon – começou seus ataques. Os desafios já trazem suas ações na Terra e como as Guarnições de Cân podem agir para diminuir o seu poder e recuperar a sub-gema Ametista. Agora que temos um vilão forte, surge uma oportunidade de apresentá-lo aos alunos. O professor de matemática Cleilton irá realizar um Aulão pelo Google Meet com os alunos do 3º ano utilizando a narrativa do jogo como tema para falar sobre probabilidade. Podemos pensar em algum integrante do Conselho Superior entrar na aula para transmitir uma mensagem. Melhor: podemos fazer uma invasão de Morgon nos sistemas da Terra! Esse será o tema do nosso próximo post.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>