Conteúdo educativo acessível na quarentena

Os sites Curta Na Escola e Tamanduá TV liberaram o acesso gratuito a filmes de animação ficção e documentários para apoiar a comunidade escolar na quarentena. O acervo pode ser adotado em atividades para educação infantil, fundamental, ensino médio e para formação de professores.  As produções podem ser acessadas até o próximo dia 30 de abril:  

Curta Na Escola: cerca de 600 curtas-metragens nacionais indicados com aplicabilidades pedagógicas para educação infantil (58 filmes), fundamental 1 (181 filmes), fundamental 2 (270 filmes), ensino médio (284 filmes) e Formação de Educadores (66 filmes). O site disponibiliza também 1000 planos de aula com idéias de pedagogos para aplicar os filmes e quase 900 relatos compartilhados por professores sobre suas experiências com o uso dos filmes em sala de aula. O site ficará aberto, basta se cadastrar para assistir aos filmes. Acesse o link: http://curtanaescola.org.br/filmes/ 

Tamanduá TV: 1.100 filmes e documentários para uso pedagógico, já classificados segundo a BNCC (Base Nacional Comum Curricular). São 316 filmes que abordam temas para ensino fundamental 2 e 821 documentários aplicáveis para o ensino médio, sobretudo nas áreas de humanidades (língua portuguesa, literatura, música, história, política, filosofia, ciências sociais, arquitetura, estudos da religião). Os filmes são também classificados por temas de curadoria, como pensamento, história política, música, artes, cinema. A lista completa com as indicações por temas e conforme a BNCC está disponível em https://tamandua.tv.br/filmes/

Marca seus professores e colegas e boa programação! 

 #pinktips #multiHlab #midialab #cienciashumanas #cienciassociais #fundaj #quarentena #educacao #cinema #files #documentarios #atividadespedagogicas #comunidadeescolar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>